Cérebro

“… e eu era agora um cérebro, um cérebro vivo à vinagrete…”

Cérebro

“…Meu cérebro logo pensou: Que seja, mas nunca fui tiete!
Fui posto à mesa com mais dois, e eram três pratos raros
E foi o maître que pôs.”


(PostRating: 0 hits today, 0 yesterday, 1 total, 1 max)