Teoria do Escuro

Por anos, tem se acreditado que lâmpadas elétricas emitem luz. Porém, recentes informações provaram o contrário.

Chamamos hoje as lâmpadas elétricas de “Sugadores de Escuro” (S.E.). A teoria de Sugadores de Escuro prova a existência do Escuro, que este possui massa, é mais poderoso e pesado que a luz e, ainda, que o Escuro é mais rápido do que a luz!

A base da Teoria do Escuro é a seguinte: lâmpadas elétricas sugam o escuro.

Pegue, por exemplo, o S.E. que há em seu quarto. Há muito menos Escuro perto dele do que em outras partes do ambiente. Maior o Sugador de Escuro, maior sua capacidade de sugar. Sugadores de um estacionamento, por exemplo, tem capacidade muito maior do que o de um quarto.

Bem, como todas as coisas, S.E.’s não vivem para sempre… Uma vez cheios de luz, eles não mais podem Sugar (Isto é provado pela mancha preta que aparece em um Sugador cheio). Uma vela é um Sugador primitivo. Uma vela nova tem um pavio branco. Você notará que depois do primeiro uso, o pavio se tornará preto, representando todo o escuro que foi sugado para ele. Perceba que se você segurar um lápis para perto do pavio de uma vela em operação, uma parte ficará preta devido a ele ter ficado no caminho do fluxo de Escuro para dentro da vela. Desafortunadamente, estes primitivos Sugadores de Escuro tem capacidade muito limitada.

Existem tambem S.E.’s portáteis. As lâmpadas destes não podem suportar todo o escuro por elas próprias, necessitam de uma B.A.T.E.R.I.A (Base de Armazenamento Total de Escuro por Raios Internamente Absorvidos). Quando a unidade está cheia, a capacidade diminui e é necessário esvaziá-la (erroneamente conhecido como recarregar) ou substituí-la para que o equipamento possa voltar ao funcionamento.

O Escuro tem massa. Quando o Escuro entra no S.E., a fricção com este gera calor, motivo por que não é recomendável tocar num Sugador em operação. Velas representam um problema especial porque o Escuro necessita deslocar-se para dentro de um pavio solido, ao invés de um vidro transparente. Isto gera uma quantidade muito maior de calor; pode ser perigoso tocar numa vela em operação.

O Escuro é mais pesado que a luz. Se você nada na superfície de um lago, vê muita luz. A medida que você vai descendo, vai ficando mais e mais escuro. Numa certa profundidade, a escuridão será quase total. Este fato ocorre devido ao Escuro (mais pesado) ir ao fundo enquanto a luz (mais leve) flutua para a superfície.

O Escuro atrai Escuro. O imenso poder do escuro pode ser usado para o bem do homem. Podemos coletar o escuro que submergiu no fundo de rios e lagos e empurrá-lo, junto com a água, para turbinas, as quais podem gerar eletricidade para novamente ligar Sugadores de Escuro pela cidade.

Em um rio, uma canoa navegando a favor do fluxo de Escuro, deve-se remar lentamente, para não atrapalhar este fluxo. Mas, quando navegar contra o fluxo, deve-se remar rapidamente para ajudar a empurrar o Escuro ao longo de seu caminho.

Finalmente, o Escuro é mais rápido que a luz. Se você permanecer em um quarto iluminado em frente à porta de um armário fechado e escuro e vagarosamente abrir a porta, você verá que a luz entra lentamente pelo armário. Mas o Escuro é tão rápido que você não será capaz de ver este saindo do armário.

Concluindo, gostaria de dizer que S.E.’s fazem tudo para que nossas vidas sejam mais fáceis. Portanto, da próxima vez que você olhar para uma lâmpada elétrica, lembre-se de que ela é, de fato, um Sugador de Escuro!

(Esta tese, cujo autor mantém-se desconhecido até o presente momento, foi divulgada através do jornal do Grêmio da Escola Politécnica da USP, edição 208, de outubro de 1991, página 4)

(PostRating: 0 hits today, 0 yesterday, 3 total, 1 max)