A Rádio Nacional

A história da Rádio Nacional

Alguns trechos:

(…) De lá enviava fotografias do cantor ao lado de artistas famosos de cinema e a primeira página de jornais com o nome de Caubi na manchete. aliás, já não era mais Caubi e sim Ron Cobby, pois Peixoto era difícil para os americanos pronunciarem. (…)

Uma emissora com nove diretores, 240 funcionários administrativos, dez maestros, 33 locutores, 124 músicos, 55 radiatores, 39 radiatrizes, 52 cantores, 44 cantoras, dezoito produtores, um fotógrafo, treze informantes, cinco repórteres, 24 redatores e quatro secretários de redação não poderia ser apontada como causadora de doenças sociais. Além disso, quando há programas de baixo nível, eles são imediatamente retirados do ar.

O programa Um milhão de Melodias, que foi ao ar em 1942, produzido por Paulo Tapajós e Almirante e com direção musical do maestro Radamés Gnattali, é caraterístico da nova tendência que estava sendo criada. O ator Paulo Gracindo narrava as atrações da noite, que iam desde canções folclóricas, marchinhas, samba do morro até foxes do cinema norte-americano em versão nacional.

(PostRating: 0 hits today, 0 yesterday, 2 total, 1 max)