Poema de Camões

POEMA DE CAMÕES:

“Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer”

A ANÁLISE DO POEMA POR UMA ALUNA DE 16 ANOS:

Ah Camões
Se vivesses hoje em dia
Tomavas uns anti-piréticos
Uns quantos analgésicos
E Xanax ou Prozac para a depressão
Compravas um computador
Consultavas a página do Murcon
E descobririas
Que essas dores que sentias
Esses calores que te abrasavam
Essas mudanças de humor repentinas
Esses desatinos sem nexo
Não eram feridas de amor
Mas somente falta de sexo

ATUALIZANDO: quem escreveu a análise acima não foi uma aluna de 16 anos qualquer, mas a autora deste blog e deste

(PostRating: 0 hits today, 0 yesterday, 29 total, 2 max)