Notícia de jornal

…vinda de Belo Horizonte e divulgada pelo “Diário da Noite” dessa capital em junho de 1953:

Uma professora requereu às autoridades competentes a juntada do sobrenome Pinto ao seu nome. Apreciando o caso a Secretaria de Educação assim se manifestou:

“Não consta nesta Secretaria que d. Heroinha de Freitas tenha Pinto. Se o tem, não usou até a presente data. Se o Pinto é do seu marido, tem o direito de usá-lo oficialmente. À consideração superior.”

O Secretário da Educação despachou:

“Defiro à D. Heroinha de Freitas o uso do Pinto de seu marido, desde que prove a sua existência.”

(postado originalmente em 12 de março de 2003)

(PostRating: 0 hits today, 0 yesterday, 3 total, 1 max)