Censura no Amapá

Gostaria de escrever sobre o final de semana em São Paulo, mas preciso tratar de um assunto muito sério nesses tempos de eleição: CENSURA. Ou no mínimo a tentativa dela.

Pois bem, o candidato à reeleição ao senado pelo Amapá, José Sarney, conhecido por escrever um livro que começa com a frase “O caminho do Brejal era longe”, está tentando censurar os blogueiros daquele estado. O povo do Amapá não agüenta mais o Sarney, que usa esse povo para se manter no poder há 16 anos e quase nunca pôs o bigodón por lá.

Xô

Assim, a jornalista Alcinéa Cavalcante, dona do blog mais bacana do Amapá, publicou a foto acima, tirada no centro de Macapá, e outros posts contrários ao Sarney. O senador viu, não gostou e entrou com ações no TRE exigindo que Alcinéa, sua irmã Alcilene (também blogueira e jornalista) e outros blogueiros amapaenses tirassem os posts e até os comentários do ar, sob pena de multa irreal.

O efeito foi o inverso. O TRE rejeitou, até agora, todos os pedidos de liminar do comitê de campanha de El Bigodón, mas este recorreu e chama todos os blogueiros e jornalistas de criminosos.

Já são mais de 150 os blogs e sites, do Amapá, do Brasil e do exterior, a exibir o “Xô Sarney”. Parece que El Bigodón, com seus atos, cutucou com vara curta uma casa de marimbondos de fogo. Deve ser desespero, pois ouvi dizer que sua principal adversária já tem 40% das intenções de voto.

Atualizando: e não é que o coronel conseguiu o que queria? O blog da Alcinéa Cavalcante, hospedado pelo Uó no Brasil, foi retirado do ar por determinação de um juiz eleitoral. Mas ninguém segura o caráter libertário da internet. Alcinéa já reabriu seu blog no exterior, ou seja, no blogspot. Não é à toa que o Bia se referiu ao El Bigodón usando o mais sonoro dos palavrões.

Atualizando 2: Nem Lula, o próprio, acredita em Sarney, Roseana e trupe. Vejam o que ele falou do coronel e da filha quando esteve no Maranhão em 2002:

(PostRating: 0 hits today, 0 yesterday, 9 total, 1 max)