Novo elemento químico descoberto

Brasilia – Cientistas anunciaram o elemento químico mais pesado já descoberto. Chamado preliminarmente de Burocracium, o elemento não tem prótons nem elétrons, tendo, com isso, o número atômico zero. Entretanto, tem 1 nêutron, 125 nêutrons assistentes, 75 vice-nêutrons e 111 vice-nêutrons assistentes. Isso resulta numa massa atômica de 312.

Como não tem elétrons, o Burocracium é um elemento inerte, podendo entretanto ser detetado quimicamente, já que atrasa a reação do que quer que entre em contato com ele. De acordo com os descobridores, uma pequena dose de Burocracium fez com que uma reação durasse quatro dias para se completar, quando normalmente duraria menos de um segundo.

O Burocracium tem uma meia-vida média de aproximadamente dois anos e meio, não cessando realmente sua atividade, mas passando por uma reorganização na qual nêutrons assistentes, vice-nêutrons e vice-nêutrons assistentes fazem uma rotatividade de posições. Estudos preliminares indicam que a massa atômica parece aumentar a cada reorganização.

As pesquisas indicam que o Burocracium é encontrado em suspensão na atmosfera, mas tende a condensar e concentrar-se em locais específicos tais como repartições públicas e é facilmente encontrado nos prédios mais novos, melhor equipados e mais bem mantidos.

Os cientistas ressaltam que o Burocracium é altamente tóxico e capaz de destruir qualquer reação de produtividade onde tem chance de se acumular. Tentativas estão sendo feitas para determinar como o Burocracium pode ser controlado de modo a evitar danos irreversíveis, mas os resultados não parecem ser promissores, pelo menos a curto ou médio prazo.

(quarto post da série pérolas; postado originalmente em 28 de outubro de 2003)

(PostRating: 0 hits today, 0 yesterday, 27 total, 2 max)