VOCABULÁRIO INCOMUM – Parte V

ABSCIDAR (do latim) – Amputar, cortar, separar. Eliminar a causa dos males.
ADAIL (do árabe) – Chefe, caudilho, guia. Defensor, paladino.
CONCRIAR (do latim) – Criar ao mesmo tempo. Colaborar.
CRÓTALO (do grego) – Espécie de cobra venenosa. Cascavel. Antigo instrumento musical semelhante a castanholas.
DESMANIVAR (brasileirismo derivado do tupi) – Aparar a rama da mandioca. Desembaraçar, facilitar, desimpedir. Dissipar, desbaratar.
ENCÓSPIAS (do latim) – formas (ô) de madeira usadas pelo sapateiros.
EXÉRESE (do grego) – Ablação, extração, extirpação.
FACÚNDIA (do latim) – Eloqüência, facilidade para discursar.
FACTÓIDE (do inglês) – Afirmação improvável, que de tanto ser repetida acaba sendo aceita como verdade.
GANGOLINO (brasileirismo) – Mau pagador, trapaceiro, velhaco.
INTERCURSO (do latim) – Comunicação, encontro, trato. Relacionamento interpessoal baseado em normas de reciprocidade social.
LÁBIL (do latim) – Escorregadio, escorregável. Efêmero, transitório. Terreno de rocha instável. Instabilidade emocional e comportamental. Célula de capacidade reprodutora permanente.
MACHIAR (do latim) – Definhar, degenerar, esterelizar-se, secar.
MAZOMBO (brasileirismo) – Filho de europeus nascido no Brasil colonial. Macambúzio, sorumbático, tristonho.
OSCITAR (do latim) – Bocejar.
PANDICULAÇÃO (do latim) – Ato de espreguiçar-se, espreguiçamento.
PEGUREIRO (do latim) – Guardador de gado. Pastor, zagal. Cão de caça e de gado.
RECONDITÓRIO (do latim) – Abrigo, esconderijo, refúgio.
SATISDAR (do latim) – Dar fiança, prestar caução.
TÁBIDO (do latim) – Apodrecido, corrupto. Que sofre de tabe, falta de coordenação dos movimentos do corpo, ataxia locomotriz progressiva.

(postado originalmente em 12 de maio de 2004)

(PostRating: 0 hits today, 0 yesterday, 4 total, 2 max)