Mais sinais de que você está em um legítimo boteco

Continuação dos sinais anteriores

16 – Telhado de amianto ou de folha de zinco. Piso de cimento ou de “Xadrez Vermelhão”. E o balcão sempre de pedra ardósia.

17 – Mesa de sinuca de madrepérola. Com o pano verde encardido e cheio de desenhos de giz azul. Os tacos geralmente são tortos e grudentos, o que obriga a passar o giz azul na mão pro taco escorregar!

18 – Não existe caixa registradora. E sim uma calculadora destas de camelô que emite um “bip” a cada tecla apertada. O dinheiro é guardado numa gaveta com as divisórias feitas de ripa de caixote. As onças (notas de R$50,00) são guardadas embaixo da gaveta.

19 – Ventilador de teto. Que faz mais barulho do que vento e está cheio de cocô de mosquito.

20 – Relógio de parede chinês com aquela borboletinha no ponteiro de segundos.

21 – Pôsters do time do dono do boteco. Destes que vêm no Jornal dos Sports, pregados na parede (já bastante desbotados).

22 – O garçom abre a cerveja com um abridor que é um pedaço de cabo de vassoura com um parafuso na ponta. E joga a tampinha no meio da rua.

23 – Você pede Fanta Uva e o cara tem! Naquela garrafa velha ainda!

24 – Coleção de Garrafas de Conhaque Dreher e Presidente, Velho Barreiro, Becosa Steinhaeger, Caninha 51 (tem a 21 também), Fogo Paulista, Pirassununga (de preferência com um acento agudo no “G”), Coquetel de Frutas, Jurubeba Leão do Norte, Batida Bahianinha e Vermouth Cortezano numa prateleira na parede atrás do balcão.

25 – Isqueiro transparente preso com corrente de cachorro.

26 – Estufa com os salgadinhos de sempre: Coxinha, “Cocrete”, Empada, Pastel e Pastel Assado (este último é sempre o mais caro). E quando você pergunta o que é de hoje, o cara sempre responde que tudo é de hoje, mesmo já tendo mais de uma semana na estufa.

27 – Você pede pimenta e o cara te traz uma garrafa de um litro, tampada com uma rolha e com as pimentas até amarelas.

28 – A “pinga da boa” é guardada embaixo do balcão, num garrafão verde de cinco litros.

29 – Sempre tem um orelhão por perto (pode ser externo do tipo “comunitário” ou interno nos botecos mais chiques).

30 – Além das bebidas e dos tira-gostos triviais, dá pra encontrar também cortadores de unha, barbeadores “bic” (aquele de uma lâmina só e que não vale nada), refil de pedra de isqueiro e canivete “quatro ases”.

(postado originalmente em 14 de maio de 2003)

(PostRating: 0 hits today, 0 yesterday, 8 total, 1 max)