Matrix Reloaded

Vi na sexta-feira, na sala 2 do UCI, que estava com o som horrível.

ô filme confuso… Começando com o povo de Zion, reunido à moda do Conselho Jedi em “Star Wars”. Mas as reuniões Jedis são bem menos concorridas e mais, digamos… saborosas. Em Matrix, é fácil se perder.

Morpheus faz um discurso a Zion na linha “a esperança venceu o medo”. O que se vê depois: o povo de Zion dançando, Neo e Trinity trepando, enquanto as máquinas perfuram a crosta terrestre em direção à cidade dos humanos.

Fazer o Neo voar imitando o Super-Homem, só porque ele é “The One”, é dose. Na luta entre ele e os cem Smiths, vários destes ou não eram Smiths ou estavam com o cabelo desarrumado (ver lista de erros ao fim do post). Os tais efeitos especiais são defeitos.

Não é um filme ruim, apenas muito confuso, o que contribuiu um pouco para o meu atual estado de confusão mental…

Alguns erros de ‘Matrix Reloaded’

– Na segunda cena, podemos perceber que o plugue na cabeça de Morfeu e Neo estão em lugares diferentes. E o da cabeça de Neo está mais estranho.
– Na rodovia, quando um dos gêmeos desaparece e reaparece dentro do carro, podemos perceber claramente o efeito de computação gráfica usada na cena.
– Quando Neo sai do Nabucodonosor e está caminhando, não vemos nenhum plugue atrás da sua cabeça.
– Na cena do restaurante quando eles se encontram com Merovingian, existe uma cadeira entre ele e a sua esposa, mas na tomada de trás, eles estão se sentando próximos um do outro sem a cadeira no meio.
– Na cena de perseguição da auto-estrada (via expressa???) quando um dos agentes salta
sobre o capô do primeiro carro e depois salta novamente, o carro sacode, então um segundo depois podemos perceber que o tubo de gás foi removido.
– Durante a cena de auto-estrada, se você olhar com atenção, vai notar que nenhum dos caminhões tem eixos.
– Na cena da auto-estrada há muitos carros virando e amassando os tetos. Em um dos carros prateados podemos ver a proteção usada para o motorista.
– Durante a cena de perseguição da auto-estrada o Cadillac bate contra a parede e raspa toda a lateral. Porém, em vários outras tomadas feitas depois, não existe nenhuma marca de raspado.
– Durante a perseguição de carros, os gêmeos atiram no carro em que Trinity e Morfeu estão dirigindo. Mas toda vez que o carro é focalizado do lado de dentro, os vidros estão intactos.
– Na rodovia depois do primeiro agente e um dos gêmeos ser jogado para fora do carro, o segundo agente começa o tiroteio. Os tiros acertam os vidros, mas não existe sincronia na cena do vidro sendo atingido com os tiros dados.
– Depois do pára-brisa do carro de Niobe ser esmagado por Morfeu, nós vemos uma tomada lateral dele saltando do carro para o caminhão. Nesta tomada podemos ver que o pára-brisa não está quebrado como estava antes.
– Na cena de briga na rodovia entre Morfeu e um Agente, podemos perceber que eles passam pelo mesmo lugar pelo menos duas vezes. As vezes podemos perceber que aquilo que eles acabaram de passar está longe, então logo depois aparece perto novamente.
– Na cena que Trinity está sendo perseguida pelos agentes na auto-estrada, o pneu traseiro esquerdo é atingido. Mas depois ele está perfeito, e depois novamente danificado.
– Na auto-estrada, muita coisa acontece, mas depois que Trinity vira a moto e vai na direção oposta, todos os acidentes e destruição desaparecem.
– Na cena em que Trinity está na moto sendo perseguida pela polícia, ela desvia de um carro que cruza a estrada, mas ele está em curso de colisão com os carros policiais. Mas do ângulo inverso, o carro ainda está na sua pista.
– Como Trinity conseguiu a gasolina se não havia nenhum caminhão levando isto?
– As balas que Neo pára no ar não têm as estrias que são feitas quando saem pelos canos das armas. Elas são lisas e novas, sem desgaste nenhum.
– Antes de Neo ir ver o Oráculo, ele tem que lutar com o guardião. Observe as tigelas em cima das mesas do quarto que são derrubadas, mas que depois reaparecem.
– Quando Neo está com o Oráculo, existe uma tomada do agente Smith entrando. Observe a palavra “one” escrita com tinta spray, que desaparece depois que o Oráculo sai.
– Se o sujeito tinha as chaves para ir em qualquer lugar, porque ele não abriu uma porta para Trinity e Morfeu fugirem em vez de deixar acontecer aquela perseguição toda?
– Quando Neo está falando com o Oráculo, observe o cabelo dele que muda várias vezes entre os cortes.
– Na cena dos 100 agentes Smith, você pode ver nas tomadas abertas que há muitos Smiths que não se parecem nem um pouco com o verdadeiro. Podemos perceber que são máscaras colocadas em figurantes, pois os corpos são diferentes.
– No começo da cena de briga de Neo, eles atiram centenas de balas de muitos tipos de armas de calibres diferentes, porém depois quando as balas são vistas, podemos perceber que todas tem o mesmo tamanho, como se fossem do mesmo calibre.
– Quando Neo vai lutar com os 100 agentes, os bancos aparecem quebrados e inteiros entre as cenas.
– Um pouco antes de Morfeu ser desconectado de Matrix, os olhos dele estão abertos, na próxima tomada os olhos estão fechados, e depois ele abre os olhos.
– Numas das brigas de Neo, ele apunhala uma pessoa com uma espada na sacada. Você pode vê-lo empurrar a espada toda para dentro do corpo da pessoa. Na próxima cena em que o homem está caindo da sacada, apenas uma parte dela está enfiada no corpo.
– No fim do filme podemos ver o microfone e a equipe de filmagem refletidos nos óculos de Morfeu quando ele está se sentando na cadeira e falando sobre a Guerra e o Destino.
– No fim do filme, quando Trinity desativa a energia, podemos perceber que ainda existe luz.
– Quando Trinity está numa cena mais íntima com Neo o cabelo dela fica mudando entre os cortes.
– Quando Neo acorda depois do sonho dele com Trinity, ela não tem nenhum plugue nos antebraços dela, considerando que no resto do filme ela tem.
– Na cena do banheiro, Persephone (maravilha!!!!) passa batom nos lábios e fala com os outros. mas depois podemos perceber um contorno de lápis nos lábios que não existia antes. E ela não passou isto.
– No fim do filme, Trinity desliga a energia do gerador o que desliga a luz nas redondezas, mas mesmo assim Smith ainda consegue usar o elevador.

(postado originalmente em 23 de junho de 2003)

(PostRating: 0 hits today, 0 yesterday, 29 total, 2 max)