Niemeyer na Faixa de Gaza

A igreja de São Daniel Profeta, no bairro de Bonsucesso, zona norte do Rio de Janeiro, é um dos projetos mais obscuros de Oscar Niemeyer. Foi inaugurada em 21 de julho de 1960, pelo então presidente Juscelino Kubitschek. Com pinturas da via sacra do pintor fluminense Alberto da Veiga Guignard, que faleceu dois anos depois. Na foto, podemos ver os preparativos para a inauguração da igreja.

Foi tombada por decreto municipal em 1998, junto com outras obras do arquiteto. É tombada também pelo Iphan.

A igreja foi cercada por uma das favelas da região. Visitar é arriscado, já que o local é conhecido como a “Faixa de Gaza” carioca. Fica na Estrada de Manguinhos, que fica entre o Instituto Oswaldo Cruz e a Avenida dos Democráticos.

A inauguração, porém, foi em tempos mais calmos. JK pousou de helicóptero num terreno onde hoje os meninos da Favela Parque João Goulart jogam futebol. Cercado pelos moradores, o presidente caminhou até a igreja, que tinha imagens de santos em vitrais e jardim florido. A praça estava cheia, mas nem precisou de reforço na segurança.

A igreja já não possui mais as obras de arte, incluindo a Via Sacra de Guignard, doada pela esposa de JK, foram doadas para outras igrejas. Os vitrais foram substituídos por muros e em vez de jardim há grade.

Para localizar a igreja no Google Earth: 22°52’47.07″S , 43°15’10.54″W

(foto tirada daqui)

Atualizando: o Joselito me passou algumas informações pelo Twitter: “Um colega de trabalho mora lá perto e falou que aquela igreja fica na parte mais perigosa da favela. E ainda falou que ela está completamente abandonada. Pequena, simples e abandonada. Uma pena.”

(PostRating: 0 hits today, 0 yesterday, 18 total, 5 max)