Misteriosas datas

Momentos históricos do Brasil são lembrados em algumas ruas do Rio.

Primeiro de Março (Centro) – a maior parte das pessoas pensa que a rua homenageia a data de fundação da cidade, quando na verdade faz referência ao término da Guerra do Paraguai, em 1870.

Sete de Setembro (Centro) – a rua que homenageia a independência do Brasil era conhecida como Rua do Cano e as pessoas reclamavam da mudança de nome, dizendo que daquele jeito a independência iria pelo cano.

Boulevard Vinte e Oito de Setembro (Vila Isabel) – faz referência à assinatura da Lei do Ventre Livre, em 1871, que libertou os filhos de escravas nascidos a partir daquela data.

Dezenove de Fevereiro (Botafogo) – lembra o dia da segunda batalha dos Guararapes, em Pernambuco, durante a invasão holandesa ao Nordeste.

Vinte e Quatro de Maio (Méier) – nessa data foi travada a batalha do Tuiuti, na Guerra do Paraguai.

Cinco de Julho (Copacabana) – O levante da guarnição tenentista que marchou por Copacabana, em 1922, contra a “política do café-com-leite”, que dominava o país na época, ficou conhecido como os Dezoito do Forte.

Vinte de Abril (Centro) – nesta, que foi o antigo Beco da Luxúria ou da Pouca Vergonha (por abrigar uma zona de baixo meretrício), nasceu o Barão do Rio Branco, no mesmo sobrado onde hoje funciona a Escola de Teatro Martins Pena.

Dezoito de Outubro (Tijuca) – é o Dia do Médico. Provavelmente foi a data do aniversário de um médico muito famoso no século XIX.

(PostRating: 0 hits today, 0 yesterday, 17 total, 2 max)