Eu quero acreditar, e você?

“Arquivo X” foi uma das melhores séries dos anos 90, abordando a vida dos agentes especiais do FBI, Fox Mulder e Dana Scully, na solução de mistérios incomuns. Era um prato cheio: chupacabras, paranormalidade, abduções por inteligências extraterrestres e conspirações mil. Não é à toa que o Zé Mauro diz que “ARQUIVO X É FODA”, concordo em G, N e G com ele.

Anos depois do fim da série, os personagens voltam em um novo longa-metragem que pude assistir ontem. Agora, a divisão Arquivo X do FBI foi extinta. Scully volta a trabalhar como médica e Mulder continua doidinho. Os dois são convocados para a solução de um caso envolvendo uma agente do FBI, um padre pedófilo vidente (!) e um de seus ex-coroinhas. (!!!)

As curiosidades do filme são um Mulder de barba crescida, uma breve aparição do Skinner e uma sugestão sobre a “esquisitice” de um certo presidente dos EUA. Eu gostei do filme, mas ele me pareceu um episódio esticado, sem nada de novo. O pulo do gato aqui é a retomada da essência do seriado, ou seja, o contraponto entre Mulder querendo acreditar e o ceticismo de Scully.

Recomendo, mas não esperem muito.

(PostRating: 0 hits today, 0 yesterday, 21 total, 1 max)